Já não é novidade as marcas de carros associarem-se a shapers para desenvolverem pranchas de surf, veja-se o caso da Mercedes, questionável ou não, o que é facto é que a indústria do surf está a crescer e a atrair todo o tipo de marcas que se querem associar ao seu lifestyle, pois longe vai o tempo em que os surfistas eram vistos como um bando de marginalizados que não tinham nada melhor para fazer do que passar o dia na praia (como se houvesse alguma coisa melhor para fazer).

Desta vez foi outra marca pertencente a um grupo alemão, a Mini, que se juntou à Channel Islands (CI), do shaper Al Merrick para desenvolverem a Mini Eco-Hybrid que fica associada ao modelo Countryman Pug-In Hybrid. Com tantos Hybrids chegamos à conclusão que o mercado está definitivamente a mudar, a procura por novos materiais mais ecológicos não vai parar.

A mensagem que fica é que definitivamente a consciênica ambiental está na ordem do dia e cabe às marcas, sejam elas de carros ou de pranchas arranjarem soluções que diminuam as emissões de carbono. A CI desde cedo que se comprometeu em seguir uma via mais ecológica, como tal decidiram submeter este modelo ao estatuto de Gold Certification, atribuido pela Suistanable Surf. No Estados Unidos a CI compromete-se a entregar a prancha sem caixa para assim diminuir ainda mais a poluição.

O homem por trás do desenvolvimento deste modelo é o Kalani Robb. A Mini tem um rocker pouco acentuado, um nose largo, um tail squash largo, rails mais finos, e um single to double concave com vee no tail. Algumas partes foram retiradas da Skinny Fish do Al Merrick. “A Mini incorpora toda a velocidade e capacidade de apanhar ondas de uma fish tradicional com os benefícios de desempenho de uma squash tail. Projectada para funcionar melhor de 0,5 a 1 metro.”

Tags: , , , , , , , , , , ,