Agora é vez de sabermos mais sobre os fundos de cada prancha, o chamado “bottom“.

O bottom e desenhado com o propósito de fazer canais de água, de maneira a aumentar a estabilidade, manobrabilidade e velocidade da prancha.
Simplificando, existem três tipos de bottoms flats, convexos e côncavos, todos os outros entram dentro de uma destas três categorias.

Flats: Como o nome indica é um fundo plano sem qualquer curvatura, o que faz a prancha rápida mas difícil na manobrabilidade.

Concaves: São as áreas do bottom que ficam abaixo da linha do rail.

Foto por BoardCave.com

Há vários tipos de concaves entre os quais single, double, tera-drop e spoon.

Convexo: Acaba por ser o inverso do concave é quando o bottom fica abaixo do rail.

Foto por BoardCave.com

Belly Bottom: É um bottom convexo desenhado para dar controlo, oferece um surf mais suave em condições mais agitadas. Perfeito para condições onde a velocidade não é importante mas sim o controlo.

Concave Bottom: Com o propósito de conter um fluxo de água aumentando assim a velocidade da prancha e das manobras.

Channel Bottom: É como se fossem vários concave bottom num só. Transformando todo o fluxo de água em impulsão para a frente.

Vee Bottom: É um concave bottom que normalmente se encontra no primeiro terço da prancha. Acaba por ser parecido ao belly bottom, excelente para o surf de rail-to-rail.

Foto por BoardCave.com

Espero que tenha ajudado a perceber como o “bottom” influência o teu surf, alguma dúvida enviem um email ou comentem em baixo.

Tags: , , , , , , , , , ,